O Sistema De Ensino Superior Francês

31 Mar 2019 20:39
Tags

Back to list of posts

<h1>Inscri&ccedil;&otilde;es MEC Promete Triplicar Matr&iacute;culas Em EAD E Alcan&ccedil;ar 600 1 mil Alunos At&eacute; 2018 </h1>

<p>Wellington, Auckland - A estrat&eacute;gia da Nova Zel&acirc;ndia de trazer m&atilde;o-de-obra qualificada para a na&ccedil;&atilde;o resulta numa s&eacute;rie de iniciativas com o intuito de transportar os melhores c&eacute;rebros do mundo pra entender e trabalhar l&aacute;. Uma campanha recente lan&ccedil;ada pela capital do povo, Wellington, tendo como exemplo, paga a passagem e a estadia de candidatos a oportunidades de emprego na &aacute;rea de tecnologia, uma das mais aquecidas no pa&iacute;s. Isto significa que pra brasileiros e outros estrangeiros apostar num doutorado na Nova Zel&acirc;ndia pode, sim, ser vantajoso at&eacute; financeiramente.</p>

<p>A candidatura e o m&eacute;todo de aprova&ccedil;&atilde;o assim como podem ser muito mais f&aacute;cil do que no Brasil e quem fala isto s&atilde;o brasileiros que tiveram essa experi&ecirc;ncia. “Vale a pena e &eacute; relativamente f&aacute;cil”, diz Fabricio Chicca, que fez PhD pela Victoria University, a segunda maior universidade do pa&iacute;s e que fica em Wellington.</p>

<p>Ele, que se formou doutor em 2013, conseguiu ficar na universidade e hoje tem o cargo de building science programme diretor, no departamento de arquitetura. Um dos principais proveitos est&aacute; no epis&oacute;dio de que os alunos estrangeiros pagam o mesmo que os neozelandeses, o que deixa o doutorado muito mais em conta: por volta de 6 a 7 1 mil d&oacute;lares neozelandeses por ano.</p>

<p>“Gosto da maneira como a faculdade apoia o aluno. A infraestrutura &eacute; inacredit&aacute;vel, em termos de instrumento de equipamento. N&oacute;s temos por aqui temos um rob&ocirc; de um milh&atilde;o de d&oacute;lares, para se ter uma ideia”, diz Chicca. &Eacute; claro que suporte e infraestrutura custam. Em cursos de gradua&ccedil;&atilde;o e de mestrado a diferen&ccedil;a de pre&ccedil;o entre alunos internacionais e dom&eacute;sticos &eacute; enorme. Dez Bolsas De Estudo Pra Se Inscrever Em Junho a na&ccedil;&atilde;o tem em educa&ccedil;&atilde;o uma das suas principais fontes de receita - atr&aacute;s somente do turismo, agroneg&oacute;cio e da silvicultura - e as mensalidades pagas pelos estrangeiros &eacute; que, basicamente, tornam isso poss&iacute;vel.</p>

<p>Mas, uma vantagem significativa que a na&ccedil;&atilde;o oferece aos estudantes estrangeiros &eacute; a expectativa de trabalhar por at&eacute; vinte horas semanais para o estudante amparar a bancar tua vida no povo. Caso ele traga um parceiro pr&oacute;ximo com ele, e n&atilde;o precisa ser casado oficialmente, o companheiro pode trabalhar em tempo integral.</p>

<p>A oferta de bolsas de estudo bem como &eacute; farta. Em t&atilde;o alto grau as universidades como o governo t&ecirc;m iniciativas pra conceder suporte a estudantes. Quem quiser tentar uma bolsa oferecida pelo governo pra estudantes latino-americanos, tendo como exemplo, deve se apressar, j&aacute; que as inscri&ccedil;&otilde;es terminam ao meio-dia do dia 30 de mar&ccedil;o, l&aacute; pela Nova Zel&acirc;ndia, quer dizer, at&eacute; amanh&atilde; no Brasil.</p>

<ul>

<li> Entrevista Com Fernanda Carbonari, Gerente De Log&iacute;stica E Opera&ccedil;&otilde;es Da Privalia Brasil - Robert C. Merton e Myron S. Scholes (Estados unidos)</li>

<li>37 Bras&atilde;o de Armas do Munic&iacute;pio de Criadas</li>

<li>Outros: US$ 19,sessenta e seis bilh&otilde;es</li>

<li>E arrumar a gera&ccedil;&atilde;o de um l&iacute;der</li>

</ul>

<p>As informa&ccedil;&otilde;es sobre isto as bolsas est&atilde;o no blog do Minist&eacute;rio das Rela&ccedil;&otilde;es Exteriores da Nova Zel&acirc;ndia. As candidaturas para o doutorado s&atilde;o recebidas pelas universidades em cada data do ano, no entanto quem quer tentar bolsa de estudo est&aacute; sujeito a prazos espec&iacute;ficos. A facilidade do PhD a que Chicca, o professor da Victoria University, se diz n&atilde;o &eacute; s&oacute; em liga&ccedil;&atilde;o ao investimento financeiro. “Ou s&atilde;o capazes de encontrar o que eles chamam de academic advisor, um consultor que os departamentos bem como t&ecirc;m”, diz. Ele que &eacute; pesquisador da &aacute;rea de Hist&oacute;ria entrou em contato com um professor do departamento de Hist&oacute;ria da University of Auckland. “ Confira dezoito Hiperlinks Para Entender (ou Fazer) Idiomas Sem custo perfis dos professores s&atilde;o p&uacute;blicos, s&atilde;o capazes de ser encontrados nos websites das universidades”, diz.</p>

<p>De acordo com ele, a taxa de resposta &eacute; de 90%, ou melhor, os acad&ecirc;micos de l&aacute; s&atilde;o, sim, bastante acess&iacute;veis. Essa &eacute; a primeira &eacute;poca e &eacute; o que vai abrir o di&aacute;logo pra candidatura. Na realidade, s&atilde;o duas candidaturas: uma pro departamento e outra para a institui&ccedil;&atilde;o de ensino. “Os brasileiros confundem um tanto isto, mas 2 processos interdependentes: o departamento aprova primeiro a por&ccedil;&atilde;o acad&ecirc;mica do projeto e a escola fica com a parcela burocr&aacute;tica, para visualizar se o candidato tem todos os documentos necess&aacute;rios”, explica. A exibi&ccedil;&atilde;o do projeto pro departamento podes ser muito mais concisa do que geralmente &eacute; no Brasil. Segundo Oliveira o aluno n&atilde;o deve escrever tal.</p>

<p>“No Brasil voc&ecirc; precisa digitar p&aacute;ginas, algumas vezes uns documentos de 12, quinze p&aacute;ginas e por aqui neste momento vi pessoas sendo aprovadas com um projeto de uma p&aacute;gina somente. De acordo com ele, h&aacute; um formul&aacute;rio em que o estudante escreve a &aacute;rea de estudo, o t&iacute;tulo provis&oacute;rio, um resumo do projeto, a sua import&acirc;ncia acad&ecirc;mica, a metodologia e a bibliografia.</p>

1400210_410264412439778_1237095154_o.jpg

<p>O resumo, a import&acirc;ncia e a metodologia s&atilde;o textos que n&atilde;o podem ultrapassam 300 palavras cada um. “A&iacute; o projeto ser&aacute; discutido com o poss&iacute;vel orientador e poss&iacute;veis colegas de trabalho”, diz Oliveira. Recebendo a aprova&ccedil;&atilde;o, o aluno come&ccedil;a desta forma a agregar a papelada pra conceder entrada no pedido para a institui&ccedil;&atilde;o de ensino.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License